A turma da Oficina de Corte e Costura, do Projeto Ventos que Transformam, tem trabalhado de forma intensa na produção das máscaras de proteção ao coronavírus, ajudando na geração de renda da comunidade e atendendo uma demanda de proteção e segurança aos moradores da região, que a cada dia tem procurado novas encomendas com as mulheres que participaram da formação no Galpão da comunidade de Valparaíso, em Tianguá/CE.

Desde março, quando decretada as medidas de isolamento social com o uso das máscaras, que a turma tem se mobilizado para atender os moradores, seguindo todas as orientações repassadas pela artesã Levina Borges, que esteve à frente da oficina na comunidade.

Já foram produzidas mais de 350 máscaras pelas mãos das costureiras da região, que tem se organizado não só no Galpão doado pelo projeto, mas com divisão de tarefas para produção em casa e até com grupos destinados para a divulgação e vendas do material. Os modelos vêm ganhando versões ainda mais inovadoras, incluindo tiaras de mesmo tecido das máscaras, com foco em atrair mais encomendas e também permitir opções mais variadas para atender os diferentes públicos da região.

A educadora Jéssica Sá, que faz parte do grupo da oficina, tem se revezado na confecção e nas vendas através das redes sociais, e ressalta um salto nas encomendas, principalmente, no mês de maio, onde foram estabelecidas medidas mais rígidas no combate ao coronavírus, com obrigatoriedade do uso das máscaras em todo o Estado.

“As pessoas estão procurando bastante as máscaras, ainda estamos utilizando o tecido que foi doado pelo projeto, com um retorno muito rápido de vendas na comunidade, estou divulgando também nas redes sociais, ajudando nas vendas, em três dias eu consegui vender cerca de 50 máscaras, então estamos vendo uma procura muito grande da comunidade e sempre que acaba o estoque que temos, já nos preparamos para continuar a produção e sempre atender os moradores de toda a região”, ressaltou Jéssica.

Com a proposta de uma ação solidária e de auxílio as mulheres da oficina, o grupo definiu um valor acessível na comercialização das máscaras, com foco em ajudar na reposição do material e permitir geração de renda para as mulheres do grupo que estão participando da mobilização.

Compartilhe nas redes sociais

Conheça os Ativos da Echoenergia

CE RN PE BA

Centro de operação da geração (COG)

São Paulo

Referência em inovação tecnológica no setor, o COG monitora 24x7 todas as
atividades de operação dos empreendimentos eólicos da Echoenergia

Saiba mais