11/12/2020

Echoenergia participa da 1ª Conferência Itaú Amazônia e doa 250 mil reais para projetos destinados à conservação ambiental

O evento aconteceu entre os dias 7 e 9 de dezembro, reunindo artistas, autoridades, especialistas e […]

O evento aconteceu entre os dias 7 e 9 de dezembro, reunindo artistas, autoridades, especialistas e empresas com o objetivo comum de preservar a Amazônia

Preservar o meio ambiente e as riquezas do País para além dos perímetros dos parques eólicos sempre foi um objetivo da Echoenergia. Com a chegada da 1ª Conferência Itaú Amazônia, focada em reunir pessoas e companhias com o propósito de preservar a maior floresta do mundo, assim como as comunidades locais, surge a oportunidade de promover o cuidado com o meio ambiente para além dos projetos implantados.

O evento online promoveu diversos painéis com o propósito de discutir quais os meios e principais investimentos necessários para reduzir os impactos à Amazônia, assim como para promover o reflorestamento e o cuidado com as comunidades tradicionais. Com a participação na conferência, a Echoenergia também realizou a doação de 250 mil reais para contribuir com as atividades promovidas pela entidade financeira, em parceria com ONGs.

No primeiro dia do encontro realizado (7/12), a CFO Lara Monteiro foi uma das convidadas a compor o painel sobre “Utilities ESG”. A temática refere-se às empresas que tem como princípio estabelecer relações éticas com o meio ambiente, com a sociedade e com o meio corporativo em si, como a Echoenergia.  Na conversa, a diretora financeira destacou a importância de as empresas oferecerem investimentos financeiros também focados em propósitos sociais, apoiando a mão de obra local e os cuidados com o planeta. Como um dos exemplos, Lara destacou o projeto social “Ventos que Transformam”, promovido pela Echoenergia há dois anos, e que impactou mais de 47 mil pessoas até hoje.

Na conversa, também foi mencionada a importância que muitos investidores internacionais dão para projetos focados em respeitar o meio ambiente e as comunidades. “Temos vocação para a nossa atuação ESG. O fato de sermos uma empresa de geração de energia eólica nos fortalece como uma empresa focada em práticas sociais e ambientais. Isso atrai um capital abundante, e também gera valor ao nosso negócio. Sempre nos preocupamos em ter um olhar para conhecer a comunidade e quais impactos podemos trazer com os investimentos, e isso pode ser percebido nas ações que já realizamos em economia solidária, educação e ambiental”, explicou Lara durante o painel.

A perspectiva agora é que os investimentos sejam direcionados aos parceiros responsáveis pela condução das atividades na Amazônia.

Confira o painel “Utilities ESG” na íntegra