03/09/2019

‘Energia limpa e acessível’ até 2030

Está entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

1,3 bilhão de pessoas não têm acesso à eletricidade moderna. Com base nesse índice, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou o desafio global de assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos – um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que visam uma “vida digna para todos” para os próximos onze anos.

O futuro do planeta e, consequentemente, da população mundial, terá um salto de qualidade se a agenda 2030 for bem-sucedida. Isso porque os ODS, acordados por 193 líderes mundiais em 2015, na Cúpula das Nações Unidas, em Nova York, poderão “acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar para todos, proteger o meio ambiente e enfrentar as mudanças climáticas”.

As dezessete medidas do plano são: erradicação da pobreza; fome zero e agricultura sustentável; saúde e bem-estar; educação de qualidade; igualdade de gênero; água potável e saneamento; energia limpa e acessível; redução das desigualdades; cidades e comunidades sustentáveis; consumo e produção responsáveis; ação contra a mudança global do clima; vida na água; vida terrestre; paz, justiça instituições eficazes. Ao todo, elas contemplam 169 metas.

Em harmonia, as metas equilibram as três dimensões do desenvolvimento sustentável – a econômica, a social e a ambiental – que devem ser trabalhadas em uma jornada coletiva, com total colaboração e compromisso global, para que a menor desigualdade entre nações seja efetiva em 2030. 

 

Energia limpa e acessível 

Para estudar, trabalhar e ter boas condições de saúde, moradia, transporte – entre outros direitos do ser humano – a energia é peça-chave. Nosso progresso depende dela! O problema é que um em cada cinco indivíduos no mundo ainda não tem acesso à energia moderna. Para se ter uma ideia, 3 bilhões de pessoas utilizam madeira, carvão ou dejetos animais para cozinhar e se aquecer. Para mudar essa realidade, a principal meta do ODS 7 é “assegurar o acesso universal, confiável, moderno e a preços acessíveis a serviços de energia”.

Não só as pessoas, mas também o meio ambiente, necessita de inovações energéticas, uma vez que a energia é responsável por 60% das emissões globais totais de gases do efeito estufa. Nunca foi tão urgente a transição de fontes poluidoras para fontes limpas, como o vento e o sol. Meta defendida pelo 7º objetivo – que move diariamente a Echoenergia na geração de novos caminhos. 

Mas para que seja efetivada a transformação sustentável do planeta, algumas outras atitudes são fundamentais. Dobrar a taxa global de melhoria da eficiência energética, reforçar a cooperação internacional para facilitar o acesso a pesquisa e tecnologias de energia limpa, expandir a infraestrutura e modernizar a tecnologia para o fornecimento de serviços de energia modernos e sustentáveis para países em desenvolvimento estão entre as metas da ONU.

Fonte: Plataforma Agenda 2030