31/08/2018

Entendimento do “Efeito esteira” é essencial para dimensionamento e medição de metas

Gerente de Performance explica fenômeno em case prático

A operação dos Complexos Eólicos da Echoenergia é baseada na aplicação de técnicas e no conhecimento de profissionais qualificados, o que leva à mitigação de riscos e à alta produtividade energética.

Um exemplo de know-how avançado compartilhado é o artigo “Wake effect measurement in complex terrain – A case study in Brazilian wind farms” (Mensuração do efeito esteira em terrenos complexos – Um estudo de caso em parques eólicos brasileiros), escrito por Gustavo Bohme, Gerente de Perfomance da empresa. A publicação foi veiculada na Elsevier Energy, veículo especializado e de alcance internacional.  

No artigo, Bohme expõe as implicações do efeito esteira – que reduz a produção de energia –, e explica como a disposição dos aerogeradores afeta esse processo. “O entendimento do efeito esteira e seu correto dimensionamento faz com que as estimativas de geração de energia sejam mais precisas, dando mais confiabilidade ao projeto e ao setor eólico como um todo”, esclarece o profissional.

Tendo isso como fundamento, os projetos da Echoenergia são desenvolvidos de maneira a otimizar seu LCOE (Levelized Cost of Energy ou Custo Nivelado de Energia). “Isso é feito ao maximizarmos a geração dos parques, ao escolhermos as máquinas mais adaptadas ao site e ao reduzirmos potencialmente a incerteza associada à sua geração de energia”, acrescenta Bohme.

Leia o artigo na íntegra (em inglês) clicando aqui e descubra mais sobre o assunto.