06/12/2017

“Estamos estudando diversos aspectos para aumentar a performance dos nossos ativos”, afirma COO

Em entrevista, Liu Aquino fala sobre posicionamento da Echoenergia no papel de uma das mais importantes geradoras de energia limpa do país

Liu está à frente da área de operações da Echoenergia desde o seu início, sendo responsável pela construção, operação e manutenção de parques eólicos. Sua sólida experiência em gerenciamento de projetos e vivência de aproximadamente uma década no ramo eólico marcam sua ascensão no mercado de energia sustentável e o levaram ao cargo de Chief Operating Officer (COO) da empresa.

Antes de integrar o time da Echoenergia, Liu foi responsável pelo desenvolvimento da cadeia de fornecimento de um importante fabricante de turbinas e pela área de operações de outras empresas do setor. Além disso, possui experiência em empresas globalizadas e em desenvolvimento de negócios no país.

 

Na entrevista a seguir, o executivo fala sobre os desafios e o posicionamento da empresa para gerar novos caminhos no segmento.

 

Quais foram os principais avanços e as maiores transformações no mercado de energia renovável ao longo da última década?
Por um lado, o setor ficou mais maduro, reduzindo risco de investimentos. Como exemplo tivemos avanços na regulamentação, um filtro natural do mercado aos competidores menos profissionais e um aprendizado por parte dos fabricantes. Por outro lado, tivemos também incrementos de riscos em outras frentes, como problemas com inadimplência no mercado de curto prazo por conta do GSF (Generation Scaling Factor), atrasos de pagamentos por parte de algumas distribuidoras, restrições no sistema de transmissão por falta de investimentos no setor, atraso na implantação de linhas ou falência de investidores.

E qual é a posição da Echoenergia nesse cenário?
Em um mercado tão complexo, a Echoenergia está posicionada como uma empresa de pessoas experientes e de alto nível que conseguem explorar de maneira eficiente as oportunidades e mitigar os riscos, garantindo retorno para seus acionistas e mantendo relações transparentes e de longo prazo com os órgãos reguladores, financiadores, fornecedores e clientes.

Quais são as principais medidas da companhia para elevar o padrão de suas atividades?
Entender e balancear os riscos do negócio, desenvolver processos e indicadores inteligentes de gestão, implementar sistemas de ponta, contratar pessoas extraordinárias e controlar as ações em campo são exemplos de medidas que fazem da Echoenergia um exemplo de qualidade de operações.

Como o investimento na capacitação dos colaboradores contribui para a otimização da operação de seus ativos?
As pessoas que trabalham em nossa organização são nossos melhores ativos. Acreditamos que elas têm o potencial de entregar muito mais quando inseridas em um ambiente estruturado, propício ao intercâmbio de conhecimento. Por isso, investimentos em capacitação e em treinamentos, cujos resultados mensurados são cada vez mais rápidos e mais efetivos.

Quais tecnologias a Echoenergia implantou nos últimos meses que a colocam em posição de destaque no mercado?
Implementamos sistemas de gerenciamento de performance, sistemas integradores SCADA e sistemas de manutenção que nos permitem um alto nível de controle de nossas plantas. Implantamos também melhorias de performance que nos permitem maximizar a geração de energia de nosso portfólio.

Os empreendimentos são operados à distância no Centro de Operações da Geração, em São Paulo. Como esse sistema eleva a eficiência da empresa?
Nosso Centro de Operações da Geração (COG) é um dos mais modernos do mundo. Está totalmente na nuvem, com os melhores softwares de operação, performance e manutenção disponíveis no mercado, além de contar com o suporte de um time de engenheiros especializados. Nosso COG foi desenhado para que problemas sejam prevenidos, permitindo que a Echoenergia mantenha a disponibilidade dos ativos e integridade dos equipamentos no mais alto patamar de eficiência.

Quais inovações a empresa busca para seus complexos em operação e implantação?
Estamos estudando diversos aspectos para aumentar a performance de nossos ativos – atuais e futuros empreendimentos. São breakthroughs do ponto de vista de tecnologia e melhorias de processos em construção e operação de ativos de energia. Teremos importantes diferenciais competitivos frente à concorrência nos próximos leilões.

Assegurar a segurança e a saúde dos profissionais é um de seus desafios como COO. Qual é a postura da Echoenergia em relação a esses valores?
A segurança vem em primeiro lugar. Não aceitamos risco à segurança de nossa equipe e demais stakeholders. Não aceitamos que profissionais coloquem sua integridade ou a de terceiros em risco. Dessa forma, temos processos bastante rígidos para evitar acidentes e indicadores que são acompanhados por toda organização.

Qual é a postura da Echoenergia em relação à biodiversidade e às pessoas que vivem na área de influência dos complexos eólicos?
Temos consciência de que, ao colocar um aerogerador no terreno de uma família, é fundamental evitar ao máximo os inconvenientes para seu dia a dia. Por isso, temos uma equipe interna focada em entender às necessidades das comunidades, mantendo relações transparentes com as mesmas. Do ponto de vista ambiental, seguimos rigidamente a legislação e normas internacionais, além de trabalharmos para minimizar a pegada ecológica de nossas operações.