23/02/2018

Geração eólica no Brasil se expande em ritmo crescente

Crescimento atingiu patamar acima de 26% em relação a 2016

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgou em seu boletim InfoMercado mais um número que é motivo de comemoração para o setor eólico: o crescimento de 26,5% da geração de energia a partir da força dos ventos em operação comercial no Sistema Interligado Nacional (SIN), em 2017. Foram 4.619 MW médios gerados ao longo do ano passado. Em 2016, no mesmo período, o número foi de 3.651 MW.

O boletim também contabilizou 494 parques eólicos em operação comercial no Brasil que, juntos, somam mais de 12 GW de potência instalada. No ano anterior, eram 402 parques com 10.221,5 MW de potência instalada.

Na matriz energética brasileira, de acordo com o estudo da CCEE, a fonte eólica representou 7,4%. A fonte hidráulica ainda se mantém na liderança, com 70,7%, seguida das usinas térmicas, que somam 21,8%.

Analisando estado por estado, o Rio Grande do Norte consolidou-se como o líder na produção de energia eólica no país, com 1.455,3 MW médios. Isso representa um crescimento de 20,7% em relação ao mesmo período de 2016. Em seguida, vem a Bahia com 890 MW médios produzidos (+28,5%), o Ceará com 718,6 MW médios (+7,5%), o Rio Grande do Sul com 637,5 MW médios (+23%) e o Piauí com 524 MW médios (58,3%).

A Echoenergia contribui ativamente para estes resultados, com    empreendimentos baseados em alta tecnologia, segurança e gestão profissional qualificada. É assim que geramos novos caminhos para o país.