25/03/2019

O que é energia eólica offshore?

Aerogeradores implantados em oceanos podem ter maior capacidade que os terrestres

Você já deve ter ouvido falar em energia eólica offshore, gerada em alto-mar. Essa modalidade de captação está sendo uma grande aposta no mercado global de energia renovável.

Com grande força na Europa, a energia offshore ainda é tímida ao redor do mundo, mas já dá sinais de expansão. O continente tem uma capacidade total instalada de mais de 15 mil megawatts, sendo mais presente no Reino Unido. As expectativas também são altas para a China, cuja meta é 5 GW de capacidade instalada de energia eólica offshore até 2020.

A maior vantagem da geração offshore em relação à onshore (terrestre) é a alta capacidade das turbinas, uma vez que o oceano permite a instalação de equipamentos de maior dimensão. Um bom exemplo é um equipamento de 10 MW, com diâmetro do rotor de 193 metros e pás de 94 metros, com implantação comercial prevista para 2022.

No maior parque marítimo do mundo, o Walney Extension, localizado no noroeste da Inglaterra, os aerogeradores têm 8.25MW e 7 MW, com 195 metros de altura. Para se ter uma ideia, as maiores turbinas terrestres do Brasil têm, aproximadamente, 4 MW.

O empreendimento britânico é movido por 87 aerogeradores distribuídos numa extensão marítima de 145 quilômetros quadrados – correspondente a  20000 campos de futebol. São 659 MW de potência instalada.

Outro ponto de destaque do sistema offshore é o elevado fator de capacidade, índice que mede o grau de aproveitamento dos aerogeradores. A explicação está na velocidade, além da perenidade dos ventos oceânicos, que mantêm as pás das turbinas girando com mais força e por mais tempo, já que são mais velozes e estáveis do que na terra.

Energia eólica ainda não é produzida nos mares brasileiros, apesar de o país ser um dos líderes em fator de capacidade mundial e ter extensa área litorânea. Contudo, a previsão é que, em 2022, uma planta-piloto desenvolvida por uma grande estatal comece a funcionar no Rio Grande do Norte, estado líder em geração eólica. Novos ventos sopram no país.