06/02/2018

Potência eólica no Brasil cresce 19% em 2017

País é destaque mundial em expansão desta fonte

O Brasil atingiu a marca de 12,7 gigawatts (GW) de potência eólica instalada no ano de 2017, o que representa um aumento de 19% em relação ao ano anterior. Foi energia suficiente para abastecer, 18 milhões de residências mensalmente. Este resultado foi alcançado por 508 parques eólicos em operação no país.

Segundo a Associação Brasileira de energia Eólica – ABEEólica, a energia gerada pela força dos ventos chegou a representar 8,2% da matriz energética do país, praticamente empatando com a geração térmica a gás natural, que conta com 13 GW de potência instalada e 8,3% da matriz.

Ocupando a sétima posição no ranking mundial dos maiores produtores de energia eólica, o Brasil consolidou-se definitivamente como uma potência em expansão desta fonte. A estimativa para 2018 é de um aumento de mais 5,11 GW em outros 223 parques, em construção e contratados. Já para 2023, a projeção é de um incremento de 18,64 GW de energia gerada pelos ventos.  

Neste cenário, a Echoenergia segue firme com seu propósito de gerar novos caminhos por meio da produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis com respeito ao meio ambiente e princípios de gestão que se distinguem pela alta tecnologia, saúde, segurança e qualificação profissional. Em seu primeiro ano em operação, produziu energia limpa e renovável através de seus empreendimentos que hoje somam 646 MW de potência instalada.

Nota: Todas as informações são da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica)