Mercado de energia eólica


Sustentável, abundante e inesgotável. Essas são algumas características da energia eólica, fonte limpa e renovável em ampla ascensão, que gera empregos e contribui para minimizar impactos ambientais no planeta.

Gerada a partir da força dos ventos, representa atualmente 8,4% da matriz elétrica brasileira, atrás apenas da hidrelétrica (60,6%) e da biomassa (9,1%). Estudos estimam que, já a partir de 2019, a energia eólica se torne a segunda fonte mais importante do Brasil.

O tamanho da indústria no Brasil

Dados de Jul/2018, ABEEOLICA

Neste cenário promissor, a Echoenergia, um dos maiores geradores de energia eólica do Brasil, contribui com 700 MW de capacidade operacional e diariamente investe no desenvolvimento e expansão da indústria eólica. Isso é motivo de orgulho e nos dá mais força para alcançar o objetivo de ser líder no mercado.

A alta performance dos ventos é uma das razões que colocam o país entre os maiores geradores mundiais. Unidirecionais, constantes, velozes e com pouca turbulência, os ventos brasileiros estão entre os melhores do mundo nesses critérios e são ideais para girar as pás eólicas com mais intensidade, possibilitando aproveitamento máximo dos aerogeradores, bem como maior geração de eletricidade.

Potencial de crescimento do mercado brasileiro

A energia eólica é a fonte renovável mais competitiva e que mais cresce no mundo. De acordo com o Plano Decenal de Expansão de Energia 2026 (PDE 2026), realizado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), a expectativa é que a capacidade total de energia eólica instalada no Brasil chegue a 28,5 GW até 2026, o que representaria 12,5% na matriz energética brasileira. Atualmente, o país possui capacidade de 13,4 GW de energia eólica. O diagrama abaixo mostra o comparativo de crescimento da matriz elétrica brasileira.

Fonte: GWEC 2017; PDE 2016; ABEEOLICA

Acesse o Plano Decenal de Expansão de Energia na íntegra

Sustentável

Os benefícios em gerar energia limpa e sustentável são vastos. Em 2016, a energia eólica evitou a emissão de 637 milhões de toneladas de CO2 em todo o planeta. No Brasil, foi responsável por reduzir a emissão de 21 milhões de toneladas em 2017 – equivalente à emissão anual de cerca de 16 milhões de automóveis.

A fonte também tem potencial para garantir demandas por eletricidade, suprir necessidades econômicas e ajudar no desenvolvimento social de diversas regiões. Para se ter uma ideia, calcula-se que mais de 190 mil empregos já foram criados no Brasil até o momento.

Como a força dos ventos se transforma em energia elétrica

O potencial eólico no Brasil é amplo e tem se tornado cada vez mais competitivo no mercado. Mas você sabe como a eletricidade surge a partir dos ventos? Assista ao vídeo abaixo e entenda o funcionamento da energia eólica.

Fontes consultadas: ABEEólica (Associação Brasileira de Energia Eólica) e GWEC (Global Wind Energy Council)